segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Quem saberá?

O amor quando
se esvai,
onde será que ele
se esconde?

Quem sabe
pra onde
ele vai?
Quem sabe,
quem saberá?

O vazio da
dor que fica,
de onde vem,
pra onde irá?

Se o amor
com a dor
troca de posto,
ora prazer
ora desgosto,
tanto sorrir,
tanto sofrer...

Por que o amor
vem, se tem
que partir?
Por que vem,
se breve partirá?
Quem sabe?
Quem saberá?
 

Voo infinito

Sou pássaro que sonha,
sou sonho que voa...
Quem voará comigo
no meu voo incerto,
sem abrigo e alento,
no meu voo de vento,
nas minhas asas
abertas?