quinta-feira, 26 de julho de 2012

Presa do seu olhar

 Sinto-me presa do seu olhar
nos meus versos...
Despe-me por dentro, e ouço
entre as minhas rimas
os seus suspiros
descompassados.
Sou  bailarina equilibrando-me
na fina corda,
exibindo-me para essa vigília
cálida e silenciosa que me aplaude
e devassa, como se penetrasse
a minha alma
e a beijasse, impregnada de poesia
.