domingo, 6 de novembro de 2016

Quase...

Quase encontro, perdida procura,
quase  luz, no meio do escuro.
Quase furor, confusa ternura,
quase imploro, quase que juro.
Quase nego a minha loucura,
quase o grito vira sussurro.
Quase mãos entrelaçadas,
quase embargam toda saída.
Quase tudo, de repente, é nada,
quase tudo fica sem vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário