quinta-feira, 24 de maio de 2012

Eterno amor

 
Amor lácteo,
latejante.
Transborda e escorre
saciante.
Caudal de afagos,
devassa, inunda, sufoca,
mas não mata.
Mergulha, invade, afunda,
mas não morre...

Nenhum comentário:

Postar um comentário